Respiração diafragmática

1790
(foto: Freepik)

Qual é a primeira coisa que fazemos desde o instante em que nascemos? Respirar! Mas será que respiramos da forma certa?

Pratique respiração diafragmática

Por Juliana Romantini, blog Companhia Athletica

Um músculo membranoso de forma côncava, situado pouco abaixo dos pulmões, o diafragma atua no movimento da respiração. Este músculo faz movimentos para cima e para baixo, possibilitando a entrada de oxigênio e a saída de anidrido carbônico, criando assim o mecanismo da respiração.

Um grupo de nervos do chamado Sistema Nervoso Autônomo, que rege nossas funções vitais involuntárias, comunica os pulmões a um centro de controle que fica na base do crânio. Essa central programa a força e a velocidade da respiração de acordo com os estímulos que recebe dos nervos.

Segundo os estudos mais recentes, a respiração, apesar de acontecer espontaneamente, pode ser alterada pelo próprio indivíduo.
É fundamental respirarmos bem para o nosso bem-estar psíquico.
Saber dominar a sua respiração, de fato, é saber dominar também as emoções.

Da mesma maneira que o padrão respiratório pode desencadear uma crise de pânico, ele é capaz de impactar positivamente na saúde e até na cura de doenças.

Entenda a respiração diafragmática:

Exercícios diários orientados ajudam a amenizar a dor, reduzir a ansiedade e a pressão arterial.
Hoje em dia, a importância da respiração passa despercebida na educação nas escolas e na medicina tradicional. Para o homem moderno, a respiração não passa de “mais uma função”, entre muitas outras da fisiologia humana. É hora de se conscientizar que este mecanismo está em nossas mãos. Por isso, pratique a respiração consciente e mantenha sua saúde física, mental e emocional.

Experimente e viva bem melhor!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA