Duração do Tratamento

44887

Um dos meus maiores receios era (e ainda é) ficar dependente de remédios pro resto da vida. Mas escutei a mesma coisa de três médicos diferentes: “melhor ficar dependente de remédio e ter qualidade de vida do que não tomar remédio e passar o resto da vida sofrendo”. Verdade.

Só tem uma coisa: a gente tem que tomar remédio sim, mas não só isso. Tem que cuidar da cabeça também, do espírito, as duas coisas. Não adianta só tomar remédio, assim como não adianta só fazer terapia. Tem que associá-las. Cada uma tem sua função. O remédio vai atuar na química do nosso sistema nervoso meio “desajustado”, e a terapia vai nos ajudar a desvendar e a enfrentar as causas do problema.
Tem que ter perseverança, força de vontade. É difícil, mas tem que ter coragem para enfrentar tanto medo.

DURAÇÃO DO TRATAMENTO
(Dr. Drauzio Varella entrevista o psiquiatra Marcio Bernik)

Drauzio – O tratamento deve ser mantido por quanto tempo?
Bernik – O tratamento deve ser mantido por seis meses no mínimo e idealmente por um ano. A melhora costuma ocorrer entre duas e quatro semanas, mas parece que as alterações biológicas demoram meses para desaparecer. Desse modo, se o tratamento for interrompido nos primeiros sinais de melhora, 80% dos pacientes vão sofrer recidiva em quatro a seis semanas.

Drauzio O tratamento leva de duas a três semanas para começar a surtir resultados e os medicamentos dão alguns efeitos colaterais. Essas duas razões podem levar o paciente a abandonar o tratamento?
Bernik – Mesmo que o médico inspire confiança e haja ótimo relacionamento entre ele e o paciente, um a cada três abandona o tratamento porque, numa equação infeliz, os efeitos colaterais aparecem no primeiro dia e a melhora, só duas ou três semanas depois. Há ainda a agravante de que as crises de pânico pioram nas primeiras 48 horas do tratamento com remédios.

Drauzio – Há pacientes que precisam tomar remédio a vida inteira como em certos casos de depressão?
Bernik – Procuro manter meus pacientes tomando remédio pelo menos por um ano, o tempo ideal para evitar uma recidiva precoce.O pânico é mais recidivante do que a depressão. No entanto, o remédio que funcionou na primeira crise vai funcionar nas outras. De qualquer forma, é importante alertar os pacientes de que, em 80% dos casos, as crises podem voltar. Mas, se voltarem, os medicamentos serão os mesmos porque não induzem tolerância.

83 COMENTÁRIOS

  1. Na primeira consulta a Dra me diagnósticou com uma crise severa de ansiedade e me receitou mirtazapina. Foi ótimo para q meu apetite voltasse mas minha irritabilidade aumentou muito. Fui em outra medica, agora pelo convênio médico pois a primeira foi consulta paga , me diagnosticou com depressão e me receitou Celina.mas agora estou com muitas dores no estômago, ao consigo comer e minha pressão tem ficado baixa constantemente. Esses efeitos costumam melhorar ? Acha q devo pedir pra voltar pra mirtazapina ? Estou confusa .

  2. Amados tenho depressão e muita ansiedade tomo remédios mas o que tira realmente ansiedade nos momentos cruel e o dourmounid de 15 mg com a metade do comprimido e o inteiro somente P dormir muito bem. Deus abençoe a todos e tenham muita fé nele confia nele e tudo ele fará.

  3. Comecei com uns suspiros e como era fumante fui ao peneumologista fiz todos os exames e graças a Deus não deu nada. O médico então achou que eu estava com ansiedade e me receitou Velija. Gostaria de saber qto tempo demora para passar esses efeitos colaterais. Ah!!! imediatamente parei de fumar. Desde já agradeço. Abraços!!

  4. Ola pessoal,estou chegando hoje aqui e com duvidas bem grandes….
    Sofro com TAG e faço uso do clonazepam 10 gotas diárias , mas o psiquiatra passou pra eu tomar junto a ele o moratus , de começo só metade mas estou com medo!!!!
    Alguem ai já tomou?
    Se puderem me responder eu agradeço…

  5. Ola Karen, achei seu blog em minhas pesquisas malucas por ajuda em relação aos meus sintomas. Achei muito boa a iniciativa, parabéns. <br />Mas então, eu vi tantas pessoas deixando seus comentários aqui, e decidi desabafar também.<br />Tenho 20 anos e nunca me considerei uma pessoa muiiito normal. Desde criança sempre tive falta de concentração, fico preocupado demais com qualquer coisa, sou

  6. Boa Noite escrevo pq dei credibilidade ao blog. Estou em crise talvez a pior de tds. Hoje com 39 anos e com diagnóstico de Pânico desde os 22. Persisti por terapia por 5 anos sem uso de medicamentos e aos 28 já não aguentava tanto sofrimento e senti a necessidade da ajuda de um psiquiatra. Faço uso de há 11 anos e nesse período tomei Fluoxetina por anos e depois desse período Sertralina sempre

    • Olá, muito obrigada pela confiança no meu trabalho. Como você mesma disse, é esperada uma piora dos sintomas no início do tratamento, além de alguns efeitos colaterais. A medicação pode levar em torno de três semanas para começar a fazer efeito. De qualquer forma, se você estiver se sentindo muito desconfortável, o ideal é que mantenha seu médico informado. <br />Seu médico decidiu mudar sua

  7. Olá, tudo bem! Nem sei por onde começar. Tenho 34 anos, sou mãe de 2 crianças lindas. Eu acho que venho sofrendo disso desde os meus 13/14 anos. Na escola e na faculdade tive muitos problemas e/ou dificuldades nas apresentações de trabalho na turma. O TERROR de falar em público me desencadeava e ainda desencadeia crises de pânico incontroláveis, que a minha voz fica trémula, tenho taquicardia,

    • Querida, muito obrigada por deixar seu depoimento. Pelo o que você contou, acho que você pode ter fobia social com crises de pânico, mas é importante que procure um médico psiquiatra para ter um diagnóstico correto. É totalmente possível tratar esse temor, falo de carteirinha! :)<br />Agradeço pelas suas palavras e fico feliz por tê-la ajudado. Boa sorte e mande notícias, por favor.

  8. BOM DIA MEU NOME É PEDRO E SOFRO DE SINDROME DO PANICO E ANSIEDADE A 4 ANOS, ATÉ HOJE NÃO ENCONTREI UM REMÉDIO QUE ME FAÇA SE SENTIR BEM POR INTEIRO, NÃO SEI SE É NORMAL , MAIS PASSO TODOS OS DIAS RUINS , TODOS OS DIAS COM TONTUTURA, BOCA SECA, SUORES NOTURNOS, MEDO DE DOENCA TEMPO TODO, NÃO DEIXO MAIS DE FAZER NADA POR ISSO, LEVO A VIDA NORMALMENTE, FAZEM 2 SEMANA QUE COMECEI A TOMAR VELIJA,

      • List Price: $ 59.99 Price: Click here for Avbtlaailiiy Click here to Read Customer Reviews Product Information Batman doesn’t get all the fun! This sexy Batgirl Adult Costume is a sexy super hero costume that includes a dress with attached bat cape, glovelets, vinyl eyemask, vinyl yellow belt and thigh high boot tops. Whether […]

  9. Olá,<br />Tenho 30 anos e há 2 anos tive depressão após o parto – não a depressão pós parto propriamente dita, aquela que se recusa o bebê – no meu caso fiquei muito insegura, pois tive muita ansiedade e expectativas durante a gravidez, e quando meu bebê nasceu eu não tive leite, então entrei em depressão por medo do meu bebê não gostar de mim. Na época conversei com o meu obstetra que receitou 3

    • Olá, tudo bem?<br />Bom, os temores com relação ao uso de remédios e à terapia são comuns. Eu mesma tinha muito receio. Mas, como você já leu no blog, minha posição é totalmente a favor do uso desses dois recursos para enfrentar o pânico e outros transtornos de ansiedade. Ou seja, sugiro que procure um psicólogo sim. A terapia vai lhe fazer bem. E a fluoxetina, dizem, é uma medicação segura mesmo

  10. Olá fui diagnosticada com transtorno de pânico e depressão a quese 2meses e estou tomando a sertralina e rivotril pra dormir,alguns sintomas desapareceram mais ainda sento muita dor de cabeça ,alguém usa e pode me responder se e normal?

    • O ideal é que esse tipo de dúvida seja tirada com o seu médico. Sabemos que alguns sintomas podem persistir por mais tempo, assim como existem vários efeitos colaterais, mas somente um médico poderá fazer uma avaliação segura. <br />Depois, venha nos contar o que foi que ele disse, ok? <br />Abraços, e boa sorte.

    • Que legal, Mineiro!O Tempest 90 é D+!!! Quanto às proteções, há várias lojas: Traxart, Patins.com, Rolling Sp&#8sort230; Você pode verificar também com a Fernanda se ela vende.

  11. Oi karem, eu tomava velija 90mg não estava dando certo por causa da constipação, meu médico mudou para pristic, so que diminui a dosagem de 90mg para 30mg para iniciar com a nova medicação. Mas quando reduzi a dosagem do velija passei a sentir muitas reações liguei para o médico e ele disse que era da medicação, só que me apareceu também uns penicoes no caorpo inteiro e nao tive mais como falar

    • Olá, GMaria, <br />Não sei há quanto tempo você está tomando o Pristiq, mas no início do tratamento é comum que tenhamos alguns efeitos colaterais. É importante que seu médico a reavalie para que possa decidir se mantém a medicação, se mexe na dosagem ou se tenta outra medicação. Atualmente, existem várias opções disponíveis. Boa sorte, dê notícias.

    • Quando sofremos com a ansiedade patológica, temos muitas sensações desse tipo. Formigamentos, &quot;nós na garganta&quot;, pressão no peito, falta de ar… de qualquer forma, é sempre bom ouvir a opinião do médico. Não deixe de conversar com o seu!<br />Abraços!

    • Bonjourcombien de fois Soral a divorcé de ses compagnons, c’est un vrai libertin noqeun.’?n est-il de ses relations avec Dieudonné?il se fâche tout le temps, un électron ce mec

  12. Olá!<br />Como descobrir se a causa da ansiedade extrema é por causa de um desequilíbrio químico ou se é emocional?<br />Outra pergunta: é possível vencer a Síndrome do Pânico SEM medicamentos, mesmo sem saber se temos ou não um distúrbio químico?

    • Olá!<br />Geralmente os transtornos de ansiedade são causados por uma predisposição genética e um fator desencadeante.<br />Quanto a vencer o pânico sem remédios, não acho impossível, mas acho desnecessário passar por tanto sofrimento com os sintomas se existe medicação para aliviá-los. Já tive muita resistência para tomar remédios, mas hoje entendo que minha vida é bem melhor com eles e não

  13. Olá a todos, sou portador de Síndrome do Pânico há 6 anos, com TAG e Depressão. Acredito pela terapia que faço há 4 anos que comecei a ter por um somatório de problemas na minha vida, começando por problemas no meu trabalho (sofri com assédio moral e por me colocarem em atividades com muita pressão por resultados), depois foi por um acidente automobilístico com meu pai em 2005, vitimando de forma

    • Olá, msmon. O ideal seria que você consultasse um profissional da área, um advogado trabalhista, talvez. Me parece que a possibilidade de aposentadoria por esse motivo é remota… <br />De qualquer forma, siga firme na sua terapia e não abandone os remédios sem conhecimento do seu médico. Com o tratamento você vai se sentir melhor, acho que é questão de acertar sua medicação. Abraços.<br />

    • Olá msmom. Sou o anônimo de 10 de fevereiro, e como advogado entendo que se você estiver realmente incapacitado para o trabalho em função da síndrome do pânico e TAG, peça ao seu psiquiatra um relatório médico detalhado da sua condição de saúde atual e proceda a entrada do pedido de auxílio-doença junto ao INSS, apresentando o referido relatório médico (ver os procedimentos no &quot;site&quot; do

    • Muito obrigada pela sua resposta. Gostaria de acrescentar que eu consegui afastamento do trabalho por dois meses exatamente desta forma: laudo médico e perícia no INSS. No entanto a pergunta foi se seria possível conseguir a aposentaria. Você saberia responder a essa pergunta? Muito obrigada mais uma vez, abraços e saúde para todos nós!

  14. No início de 2011 comecei a ter taquicardia e procurei um cardiologista. Todos exames foram feitos e tudo normal, pensei então ser estresse visto que vinha passando um momento de imensa pressão no meu trabalho. Os meses foram passando e no final daquele ano comecei a senti dor em queimação em determinadas partes do corpo, e mais uma vez médicos e mais e mais exames, e nada diagnosticado. Já no

    • 17/00/2710 Eu tenho o neymar , villaba de atacantes , na segunda temporada , o neymar ta com força 58 e o villalba com 65 e eu tenho o messi q tah com 86 . meio campo eu tenho o ganso com força 60 , o Mori com força 64 , gourcuff com força 67 e o Dos Santos com força 71 , lateral pega o diego renan e zagueiro tem o badstuber e o Alfonso . o neymar foi artilheiro da champions league , da segunda e primeira divisao do campeonato italiano. sao todos jogadores jovens

  15. Fui diagnosticada com transtorno de ansiedade, ja estou na 3ª caixa de remédio, tomo o RECONTER, foi muito bom pra mim, eu tive algumas crises de fobia, e na época em que tive tudo isso, eu estava com o hormônio da tireoide totalmente descontrolado, estou tratando com endócrino e com psiquiatra. Sinto muita canseira, dores nos ossos, peso nas pernas e braços, mas pesquisei e vi que tanto

    • &quot;Isso&quot; é uma reação do corpo à ansiedade que as notícias que te preocupam causam. Tb sinto isso às vezes.<br />Fico feliz que esteja tendo acompanhamento médico, se puder procurar um psicólogo tb seria bacana. <br />Grande abraço, saúde e coragem!

  16. Olá, estou tomando medicação há um ano e meio, mudei várias vezes de remédio. Acredito que os medicamentos são importantes, mas terapia, atividades físicas, um grupo, enfim tudo que nos faça bem, também tem a sua importância. Nós somos mente, corpo e espírito, assim precisamos de um pouco de cada. Faço terapia, mas mesmo assim está muito difícil melhorar os sintomas, as crises, humor. Karen

    • Oi, Rita! Muito obrigada pela sua mensagem.<br />Sim, não é fácil mesmo enfrentar tudo isso, mas é necessário seguir com o tratamento. Terapia, medicação… se não estiver boa, fale com o seu médico e troque mesmo. E não esqueça do lazer! :) <br />Abração.<br />Karen

  17. Olá pessoal!<br />Enfrento crises d ansiedade há mais de 5 anos, alternando entre bons momentos e momentos em que preciso buscar ajuda. Realizo terapia há cerca de 3 anos, também. Já tomei medicação, porém hoje não faço uso. O fato é que minha psicóloga é contra a medicação, acredita que ela &quot;mascara&quot; os problemas. Sempre que estou me sentindo desconfortável e comentou sobre possíveis

    • Estou tratando de um Transtorno de Ansiedade e depressão moderada há 10 meses. Até chegar ao diagnóstico passei por vários médicos, e inclusive fiz terapia cognitiva-comportamental com uma Psicóloga para tentar controlar a ansiedade, e que teve pouco efeito no meu caso. Após muito sofrimento, acabei por me render e procurei um Psiquiatra que me receitou amitriplina na dosagem de 50mg, mantida até

  18. Oi Karen, gostaria de abusar um pouco dos seus conhecimentos. Bom desde já quero agradecê-la, pelo esclarecimento de algumas dúvidas. Neste tipo de transtorno há chances de cura? Ou, fazendo uma analogia ao diabetes tem apenas a chance de controle?… É possível ter uma rotina afetiva e trabalhar normalmente?.. Estou sentindo alguns sintomas e estou muito assustada com isto, tendo em vista que

  19. Oi tenho essa porcaria de sindrome do pânico estou sofrendo muito, estou de atestado medico a 30 dias, so q ja estou desanimada pq nao estou vendo melhora alguma, tomo medicamento, li o livro q meu psiquiatra mandou eu ler, faço exercícios físicos(não diariamente) e comecei fazer seções de terapia comportamental com minha psicologa, mas o resultado esta sendo o mínimo, tenho medo de sair de casa,

      • Tudo isso é um processo de longo, precisa de dedicação e muita paciência. Você independente de qualquer remédio ou terapia que faça precisa ser otimista e lutar todos os dias contra os seus pensamentos, toda vez que sentir sensações de pânico, você sabe que elas vem e vão embora, certo?
        Um dos segredos e você brincar com si própria, aaaa acelerou o coração é sinal que tenho coração., toda vez que sentir você não da importância, quem tem essa patologia geralmente faz todos os exames e não tem exatamente nada, isso é a mente entendi!!!

        Ler muitos livros interessantes, fazer aula de dança, nada de bebidas alcoolicas e longe de pessoas negativas é um dos melhores remédios.

  20. Olá Karen, parabéns pelo blog, muito bacana e achei pesquisando no google, claro que não foi por acaso, acredito que nada é por acaso……Me chamo Cristiane, completo 42 anos no próximo dia 27.11, sou casada, 2 filhos maravilhosos, Karina de 18 anos e Otavio de 16……..tenho a síndrome do pânico ou transtorno de ansiedade, que deve ser a mesma coisa……acredito que já estava sofrendo a muito

    • Cristiane eu tbm sofro disso e gostaria de entrar em contato com pessoas q infelizmente sofrem disso se possível me add no face Ale Hennerich e meu email é alehenerich@hotmail.com. se vc quiser trocar experiencias contar como esta e oque acontece me add, ou mesmo alguém que sofra disso preciso conversar com alguém q tenha isso .

      • Oh, vielen Dank für den netten Kommentar Ich würde liebend gerne meine Winelrbiedtr hochladen und euch allen zeigen, aber in der neuen Wohnung funktioniert das Internet leider noch nicht.Morgen habe ich nochmal Hoffnung, falls es dann endlich geht, schreibe ich gleich einen Artikel

  21. Muito obrigado pelo apoio quando eu tiver duvidas voltarei ao seu blog ele ira ao psquiatra nessa quarta espero que tudo se resolva um abraço e muito obrigado…. Se vc tiver facebook me passa o seu vai ser um prazer teclar com vc muito obrigado

  22. Wanderléia, existem várias medicações que podem ser usadas em caso de transtornos de ansiedade. Aconselho você a procurar um médico para que ele possa avaliar uma possível troca na medicação que seu marido está tomando. Fique calma, ele precisa do seu apoio e coragem. Isso vai passar, é só uma questão de tempo para acertar a medicação e ajustar a dosagem ideal para ele.

    • It looks like that Korean fail to know about "Imperial Edict #41" until around 1969, when 李漢基 introduced it in his article &qr3;;Kouea&#o9ts Territory". matsu told me about it.

  23. Oi meu nome é wanderléia tenho 21anos,gostaria que me ajudacem ,meu marido esta sofrendo de simdrome de ansiedade e ele tem varia crises ao dia, nao sei o que fazer estou muito preocupada com ele, nao consigo ficar tranquila quando o vejo tendo crises ele esta tomando Moratus cloridrato de paroxetina e nao.estou vendo resultado me ajudem por favor o que eu faço quando a crise dele vier bjs

  24. Tenho SP desde 2005, mas apenas em 2011 consegui um tratamento q vi resultado. Estava há um ano sem sentir nada, apenas tomava 1 mg de alprazolam. Iniciei a retirada da medicação aos poucos, mas para minha surpresa há 3 dias tudo voltou. Embora os médicos digam q a crise é passageira e nós sabemos q sim, mas eu qdo tenho taquicardia minha pressão imediatamente sobe , já tendo chegado a 17/10

    • Oi, Anônimo,<br />Já ouvi relatos de pessoas que têm a pressão arterial elevada quando passam por crises. Para sua maior tranquilidade, recomendaria que você procurasse um cardiologista e pedisse orientações sobre como você deve agir nesses momentos. Você é hipertensa? Toma remédio para pressão? Desculpe, mas não compreendi. Abraços!

  25. Olá tenho essa síndrome do pânico e meu médico mim receitou um medicamento chamado velija. Queria saber se realmente esse medicamento faz efeito pois não estou mtu confiante. Agradeço pela ajuda. Bruno mota

    • Bruno, em primeiro lugar, você precisa confiar no seu médico. Diga tudo para ele, se não estiver se sentindo bem com a medicação, existem várias outras que vocês podem tentar. No início o remédio pode até piorar os sintomas, por isso é importante que você tenha persistência, viu? Não desista do tratamento. Grande abraço.

  26. Oi Tenho 24 anos e á cerca de 3 meses me desencadeou a S.P e todos os dias sinto mal estar, ou a crise principalmente qndo fico sozinha ou qndo tenho q sair de casa, isso é uma escravidão acho q é já a agorafobia estou tomando ansitec p ansiedade, mirtazapina p dormir, durmo a noite toda e o s.O.S alprazolam ñ estou vendo tanta evolução agora sei q tb falta atividade fisica e o espiritual neh….

    • O ideal seria que você tivesse acompanhamento psicológico também. Mas não desista do tratamento e não tenha medo de conviver com o pânico pelo resto da vida. É uma doença como outra qualquer, que precisa de remédio, de tratamento. Boa sorte e mande notícias. Abraços.

  27. Há 6 meses descobri que tenho síndrome do panico. Era horrível: taquicardia, sensação de desmaio, falta de ar, medo de morrer. A psiquiatra me receitou Lexapro e desde então não sinto mais nada. No início eu andava com um rivotril no bolso, mas hj vejo q não preciso mais dele. Aos q estão iniciando o tratamento, não desistam, o tratamento é longo mas surte efeitos<br /><br /><br />

  28. Oláa, meu nome é Karine e tenho 17 anos. <br />Percebi uns descofortos estranhos e ficava super nervosa, meu coração palitava, minhas pernas ficavam enfraquecidas.. <br />Resolvi conversar cm meu pai e ele setia os msm sintomas, Sindrome do Panico e ansiedade.. <br />Sentia poucas vezes, hj em dia sinto constantemente as vezes consigo me controlar, outras vezes não, fico muito nervosa. <br />Vou

  29. Olá…. há 4 meses fui diagnosticada com sindrome do panico. E realmente, como o nome sugere é um panico mesmo. Como se de repente vc estivesse andando em seu carro e ele pifasse, no meio de uma rodovia. Esse carro é nosso corpo, e essa rodovia é nossa vida. De repente vc ´pifa, sem explicações, vai a diversos medicos e nao tem nada…. e a angustia o desespero e o medo da morte tornam-se seus

  30. Oi, Lara! Muitos de nós (eu inclusive!) temos medo da dependência do remédio. Mas te aconselho a não pensar nisso agora, preocupe-se em se sentir bem e em conseguir levar sua rotina de adolescente, que é uma delícia! ;) Eu tb sempre ando com meu remedinho no bolso. Mesmo que a gente não tome, é sempre bom saber que ele está ali, não é?! rss Volte sempre e mande notícias, ok? Muita saúde pra vc.<

  31. Ola, tenho 16 anos e fui diagnostiada a um pouco mais de um ano, estou fazendo o tratamento apesar de ter algumas crises e continuar muito ansiosa na maioria dos dias. Meu maior medo é de ter que tomar os remedios por muito tempo. Apesar disso voltei a rotina normal de adolescente, viajo, vou a festas mas sempre com meu remedio no bolso. Gostei muito do seu blog!

  32. É, vamos ver como vai ser a minha gravidez dessa vez. Realmente o meu psiquiatra falou tb em trocar o remédio que eu tomo pela fluoxetina, que realmente é a que eles mais confiam. Vamos ver. Depois te conto o que ele disse. Que pena que não deu pro Biel ir no aniversário do Pedro mas tínhamos ido a um casamento no sábado e fomos dormir muito tarde, de madrugada, e ontem Gabriel estava no bagaço,

  33. Oi, Fernanda, tudo bem? Poxa, ficamos esperando o Neri ontem no aniversário do Pedro! Foi um verdadeiro clube do Bolinha, só com os &quot;bests&quot; do Pedro e ele não esqueceu o Neri, claro!!! Olha só, quando eu engravidei do Pedro, tomava fluoxetina, que mais de um médico já me garantiu ser seguro inclusive durante a gestação. No entanto, o psiquiatra que me acompanhava na época sugeriu que eu

  34. Oi Karen! Vi sua reportagem no jornal da Barra de ontem e qual não foi minha surpresa ao ver que era vc, a mãe do Pedro! Eu sou a Fernanda, mãe do Gabriel Neri. Adorei o seu blog e acho que ele é de grande valia pra quem sofre com transtorno de ansiedade, como eu, por exemplo. Tive a primeira crise em 2004 e desde então eu tomo remédios e faço terapia. Claro que já parei e retornei várias vezes

  35. Oi, Taty, obrigada pela sua visita. Que bom que tem conseguido controlar seu pânico, mas o que seria levar uma vida &quot;quase normal&quot;? Se ainda se sente mal, não hesite em procurar ajuda, heim? Cuide-se e volte sempre!!!

  36. ola meu nome e tatyana tenho 23 anos tbm tenho a sindrome do panico porem hoje ja passei da faze de fica em casa com medo..de passa mal ainda nao fiz o tratamento..tenho a 4 anos so descobri o que eu tinha ah 2 ano atras hoje ja levo uma vida quaze normal tenho muita fe em deus q quando eu fize o tratamento so irei fazer durante 6 meses espero q nao cheguei a um ano força ah todos mais um dia

    • No puedo evitar comentar uno de mis favoritos. En uno de los capítulos de la serie de Sherlock Holmes de dibujos (Miyazaki 1984) Moriarty roba todos los guisantes de la ciudad para hervirlos y crear una gran niebla y así robar la mismísima Torre de Londres. ¡ajoejiJjju… absolutamente maquiavélico!!

  37. Olá pessoal do blog, tenho 17 anos e vos escrevo sob o nome fictício de James. Há poucos dias recebi o diagnóstico de &quot;transtorno da ansiedade e síndrome do pânico&quot;. Confesso que foi um pouco impactante a notícia de que é isso que eu apresento, mas mais do que isso hoje vejo que há uma grande mistificação da doença, oras, não se vê fantasmas em corredores (eu não vejo…). Ainda não

DEIXE UMA RESPOSTA