Como a sua saúde mental pode afetar a sua carreira

1043
(Foto: Freeimages.com)

(Fonte: Catraca Livre)

Quantas vezes você já não ouviu as pessoas falarem (talvez você mesmo) que precisam praticar exercícios, que têm que urgentemente colocar no cardápio uma alimentação saudável, que têm que fazer um check-up? Provavelmente várias, pois todos os dias somos afetados por essas mensagens através de anúncios, revistas, telejornais, etc. E das duas uma: ou você faz ou se sente mal porque não faz.

Agora, quantas vezes você já ouviu alguém afirmar que tem que colocar a saúde mental em dia? Talvez nenhuma. Saúde mental é conseguir lidar de uma maneira equilibrada com os estresses e contratempos diários, é entender sua própria natureza para saber como você reage a circunstâncias e contextos sociais, é entender que as pessoas são diferentes e, por isso, agem de formas diferentes…

O equilíbrio psicológico é fundamental para a ascensão profissional (imagem: divulgação)
O equilíbrio psicológico é fundamental para a ascensão profissional (imagem: divulgação)

E, sim, a saúde mental pode afetar não só a sua saúde física como também a sua vida profissional. Você pode ter uma formação de ponta e experiência de dar inveja, mas se as atividades que realiza geram estresse e vão contra a sua natureza comportamental, provavelmente você está se distanciando do seu talento e diminuindo as chances de sucesso profissional (lembrando que sucesso não é sinônimo de ganhar dinheiro, e sim de se sentir realizado com o que faz).

A ETALENT, consultoria de gestão de pessoas com foco no comportamento, traduziu isso para o conceito de Ecologia Humana, que seria a pessoa praticando aquilo que se adequa ao seu perfil, já que o corpo e a mente são o nosso habitat primário e devem ser respeitados – embora as pessoas não prestem atenção nisso na maioria das vezes.

Se até agora a saúde mental não estava como prioridade na sua vida, vale a pena começar a praticá-la. Para você dar os primeiros passos, separamos algumas dicas:

  • Conhecer você mesmo, seus talentos e pontos fortes para saber lidar com a sua essência e também com as demais pessoas;
  • Entender em quais pontos gostaria de melhorar e ir adiante;
  • Realizar atividades que estejam alinhadas à sua personalidade e ao seu perfil comportamental;
  • Saber que adversidades acontecem com todo mundo e buscar fazer de cada uma delas uma fonte de aprendizado e não uma fonte de tristeza e fracasso. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA