24 coisas que apenas pessoas ansiosas entenderão

4464

Se tem uma coisa da qual sinto orgulho em mim é do meu senso de humor.
Ter bom-humor, enxergar as situações do cotidiano – mesmo as piores! – com leveza, é uma grande arma contra o estresse. Então espero que se divirtam com este post sugerido por um leitor; me vi em vários momentos, e no final lembrei da gente aqui no Sem Transtorno! :D <3
Como já dizia o Titãs: “Diversão é solução sim”! ;)


24 coisas que apenas pessoas ansiosas entenderão

1. Você tem um sentimento constante de desconforto.
2. Sua ansiedade causa um desconforto físico e dor de verdade.

3. Que no seu pior se transforma em um ataque de pânico.
4. Sua mente está constantemente correndo.

5. E você está sempre duvidando de si mesmo.
6. Sério, você questiona TUDO.
7. Você tem habilidade zero para se desligar.
8. Está a fim de assistir um filme engraçado? NÃO.

9. Quer pegar no sono? NÃO.
10. Ter uma conversa interessante com um amigo? NÃO.

11. Você fica ansioso sobre ansiedade.
12. Você nunca está realmente “no momento”.
13. Tentar tomar uma decisão é extremamente doloroso.
14. E até mesmo quando você toma uma decisão, você
imediatamente se preocupa se foi a certa.
15. Leva uma eternidade para fazer qualquer coisa, porque você está frequentemente perdido dentro de sua própria cabeça.
16. Você está exausto. Todo. O. Tempo.
16
17. Você se encontra na situação bizarra de não ser capaz de
confiar em seu próprio cérebro.
18. Então você se depara com a difícil perspectiva de tentar combater a 
sua ansiedade com a própria coisa que a está causando.
19. Pessoas bem-intencionadas tentam ajudar, mas às vezes pioram.
20. Pessoas MAL intencionadas tornam isto muito pior.
21. Você realmente se preocupa em ser um fardo para
as pessoas que você ama.
22. Você quer nada mais do que simplesmente parar de se preocupar,
mas literalmente não consegue.
23. Você sabe que há coisas que podem ajudar a sua ansiedade, mas
você se sente ansioso a respeito de experimentá-las.
24. Finalmente, há o alívio de conseguir falar com alguém sobre suas preocupações e saber que eles compreenderão completamente.E você não está sozinho.
:)

28 COMENTÁRIOS

  1. Oi!!
    Então.. sempre fui um pouco depressiva… na verdade desde pequena, sofri muito com bulliyng (que na minha época era “frescura”) já me autoagredi (parei com isso faz tempo graças a Deus!), mas os pensamentos, insonia, ansiedade, insegurança, etc nunca passaram e depois de pensar muito, decidi ir num psiquiatra que me receitou Scitalax… mas estou morrendo de medo de tomar… alguém poderia me informar os prós e contras? pq consigo levar a vida do jeito que estou… só queria me sentir bem de verdade uma vez pelo menos… maaas consigo levar a vida assim… será que eu devo tomar?

  2. Achei o blog pesquisando sobre as crises de ansiedade que tenho… E estou amando. É muito bom ver que existem pessoas que sentem exatamente o que você!!! O blog está me ajudando muito!

  3. Esse post relata realmente o que acontece conosco. Tive uma crise de pânico há pouco mais de ano, sempre fui muito ansioso, mas essa última crise foi pesada e foi quando me diagnosticaram. Comecei o tratamento e Graças a Deus hoje sou outra pessoa, melhor do que antes de toda a crise. Passei a me conhecer melhor, fazer terapia, mudar meu estilo de vida. Acredito que isso veio como uma alerta para que eu modificasse meu estilo de vida, mudasse minhas prioridades e vivesse mais o hoje! Atualmente apenas faço terapia e me policio(pensamentos), os remédios não são mais necessários graças a Deus. Mas quando precisei eles foram muito uteis e caso precise (espero que não) eles estão ai para isso. Pensava que nunca iria superar tudo,que estava ficando louco e tudo mais. E olha que sou estudante de medicina, então na minha cabeça eu tinha todas as doenças existentes (graves) e jamais imaginaria ser síndrome do pânico.Na época achei este blog e vinha sempre ler e buscar apoio, me lembro que estava para acontecer o primeiro encontro do grupo sem transtorno, mas infelizmente não pude ir. Beijos karen parabéns pela iniciativa, irei visitar o grupo no Rj,estou sempre ai (moro pertinho). E meus amigos, tentem se conhecer e usar sua ansiedade a seu favor. Funcionou comigo e vai funcionar para vocês, nada é por acaso, nosso corpo ás vezes nos mostra as coisas através dessas maneiras dolorosas, mas para um bem maior, como é o caso da febre. Muita fé e energia positiva para todos.

  4. Olá Karen,
    adorei descobrir o seu blog, já passei por algumas crises de pânico e atualmente acho que também tenho ansiedade generalizada, já faço terapia o que me ajuda muito, mas é interessante como entrar no seu blog e ler os comentários mesmo sem conhecer ninguém já me fez sentir bem, só de conseguir lembrar que essas sensações que a gente sente não acontecem somente conosco é como se servisse pra nos lembrar que realmente é algo relacionado a ansiedade e não um mal estar físico mesmo. Com certeza agora me tornarei leitora frequente do blog!

  5. Eu sou assim, há sete anos que convivo com a síndrome do pânico e agorafobia, e não é fácil… É cansativo, doloroso, fico deprimida e envergonhada cada vez que tenho uma crise, principalmente se acontecem na presença de outras pessoas, hoje eu não me reconheço mais.Faço terapia e agora mais uma vez terei que voltar para os remédios(não fico bem com as medicações) minhas crises se tornaram mais frequentes e mais intensas, após um acidente que me impossibilitou de andar por seis meses, preciso voltar a trabalhar na próxima semana e não sei como fazer, o mais engraçado ou trágico é que trabalho salvando vidas(sou bombeiro) adrenalina o tempo todo, mas com pânico minha vida para.

  6. meu deus o que é isso. Só quem tem é que sabe como é dificil.eu tenho 31 anos,e acho que nasci assim. Tenho uma bebe de 4meses e as vezes acho que to perdendo todo o crescimento dela. O mais incrivel é que quem tem a sindrome tem muita vontade de viver,de ser normal.

  7. O pior é quando vc procura uma fuga do mundo real, e pra relaxar afunda na bebida e sexo compulsivo e casual, se torna um ciclo vicioso pra fugir do transtorno e de quebra vc abre as portas pra tudo que é tipo de doença! essa doença é um perigo! não podemos deixar ela progredir, temos que manter ela sob controle!

  8. Acrescento a vigésima quinta coisa ansiosa, essa que aconteceu comigo na adolescência, quando fiquei a noite toda com uma bela mulher pra transar e ao amanhecer eu continuava virgem. A ansiedade me deixou travado e broxado. Depois eu conto se eu consegui perde-las, a ansiedade e a virgindade.

  9. Karen,

    Muito bom esse tópico e seu Blog.

    Há 6 anos descobri que toda a minha ansiedade e crise de pânico, depressão, impulsividade, tinha nome transtorno Bipolar, também descobri que minha mãe era portadora, apesar de ter convivido com as crises dela e de achar por muito tempo que ela não gostava de mim, só depois que me vi na mesma situação pude entendê-la.

    Ao contrário dela que se afastou do tratamento devido a várias questões que não vêm ao caso agora, eu resolvi tratar-me e depois de um exaustivo período de várias mudanças de prescrições, médicos, terapias, enfim me acertei….

    Mas acredito que o principal de tudo é saber com o que estou lidando…saber que o que se passa na minha cabeça muitas vzs é o meu próprio cérebro fazendo alarde à toa, adimitir que sim eu preciso dar uma dose maior (prescrita, claro) de antipsicótico pra que ele pare de besteira! hehehehehehehhe.

    Admitir que aquela taquicardia que me acomete pela manhã não tem motivo e encarar o dia mesmo com ela pq sei que ao final do dia depois de ter cumprimda a minha missão e rotina vou dormir e acordar melhor e que se eu ficar lá na cama remoendo pq estou assim, vou perder meu tempo e dar "asa à cobra" kkkkkkk

    Adorei o tópico! me fez rir da luta diária que travamos com nós mesmos!

  10. Muito bacana muita coisa coerente com uma pitada de humor para tornar menos pesado nosso fardo, o bom saber que não estamos sós e nem somos únicos.

    • Meu médico passou fluoxetina junto com olanzapina que, segundo ele, diminui os efeitos colaterais. E, realmente, estou entrando na terceira semana sem ter passado por reações muito difíceis. Houve só um dia com pico de ansiedade. Conselho: não fique lendo sobre os efeitos colaterais! Apenas confie! Se sentir alguma coisinha, é normal e passa, vc não vai morrer. Rss

    • Meu médico passou fluoxetina junto com olanzapina que, segundo ele, ameniza os efeitos colaterais. E, realmente, estou entrando na terceira semana sem ter passado por reações muito difíceis. Houve só um dia com pico de ansiedade (nesse caso é só usar rivotril sublingual). Conselho: não fique lendo sobre os efeitos colaterais, apenas confie! Se sentir alguma coisinha, é normal, vc não vai morrer. Rss

  11. ah se realmente tivesse um botão, era mto bom. Tem épocas que estou bem menos ansiosa, mas em outros períodos é mto ruim. São tantas coisas esquisitas e parece que cada hora aparece uma sensação estranha. E eu tomo apenas rivotril(0,5) para dormir. Por duas vezes a médica me receitou Fluoxetina, mas não tomei.

  12. kkkkkkkkk tudo verdade , ser ancioso e tao ruim principalmente quando estou so, essas crises sao horriveis, eh mt dificil acreditar que eh coisa da cabecA. como nossa mente e poderosa ! by : rodrigo souza

DEIXE UMA RESPOSTA